17 Janeiro, 2012

Filme Colisão


O filme “Crash” chama a atenção para a intolerância racial que existe na América contemporânea mas, acima de tudo, faz-nos reflectir sobre o modo como agimos, pensamos e vivemos em sociedade. Destaca-se a ideia de que o preconceito, o estereotipo, o julgamento apressado e desadequado é uma constante no nosso dia a dia. Este filme leva-nos a todo o momento à introspecção e à eterna descoberta de nos próprios
       Problematiza as contradições humanas, trabalhando com temas do quotidiano, como as representações e os preconceitos para com os imigrantes na sociedade, no caso a americana, porém que são quadros que se repetem em várias sociedades no globo. A narrativa contempla os encontros e desencontros que caracterizam os homens inseridos na cultura da sociedade moderna.
        Sabemos que nossa mente é dotada de esquemas e estes nos inferem estereótipos e percepções sociais que utilizamos para compreender o mundo social e formar impressões de pessoas. É necessário ressaltar que estereótipos são generalizações, em que passamos a julgar pelas características de grupo, esquecendo as subjetividades de cada elemento do mesmo. O filme leva-nos a uma reflexão sobre nossas atitudes diante de juízos de valor e esquemas formados. Vemos que muitas vezes que as nossas impressões são erróneas mas o conceito de efeito primazia, onde a primeira impressão é a que permanece ,leva  a criar expectativas em relação ao seu comportamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário